Login de Usuário



Home Section Blog
Example of Section Blog layout (FAQ section)
Splendour

O Splendour of the Seas foi totalmente revitalizado e estou chegando ao Brasil com uma série de novidades. Á bordo o hóspede do Splendour of the Seas, além das diversas opcoes de restaurantes encontrará o Izumi, um restaurante asiático com diversos pratos que irão impressionar todos com uma apresentação impecável. Com várias opçoes de pratos, o hóspede também irá encontrar os populares sshis e sahimis, os pratos cozidos na pedra quente (ishiyaki) entre outros.

Também uma galeria do Artista Brasileiro Romero Britto estará disponível do Splendour of the Seas. O hóspede do Splendour of the Seas encontrará diversos itens de decoração e obras de arte á bordo;

Com suas paredes de vidro retráteis, o Splendour of the Seas é um navio formidável. Quando você não estiver apreciando a magnífica vista do oceano, você poderá relaxar no spa, nadar em uma das duas piscinas ou fazer novas amizadas enquanto aprecia sua bebida favorita em um de nossos oito lounges do Splendour of the Seas.

O Splendour of the Seas ainda te oferece campo de mini golf com 18 buracos, lounges e bares tematicos, cassino, spa, piscina coberta e piscina ao ar livre, solarium, salões de jantar com parede de vidro entre outras. Independemente das condições climáticas, a diversão é garantidíssima à bordo deste magnífico transatlântico, o grandioso deck retrátil, batizado de " Cristal Canopy " atende a área das duas piscinas (interna e externa), 04 jacuzzis e o solarium.

Os 802 assentos do 42 Nd Street Theater estão familiarizados com os estilos musicais da Broadway e outros espetáculos de grande sucesso na área de entretenimento.

Para a criançada também não vai faltar atividade, recreação dirigida e espaço especial para as nossas crianças, eles irão adorar o Adventure Ocean, o clube encantado do Splendour of the Seas, além do mini campo de golfe.

Roteiro

Porto Saída

Data Saída

Data Retorno

Natal - 8 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Reveillon - 8 Noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Rumo ao Uruguai e Argentina - 8 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Rumo ao Uruguai e Argentina - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Rumo ao Uruguai e Argentina - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Rumo ao Uruguai e Argentina - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 8 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour -7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 7 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 5 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour -3 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour - 4 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Splendour -3 noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

Brasil- Espanha - Travessia 14 Noites

Santos
Brasil

aguardando

aguardando

 
História-Guarujá

História da Cidade


Logo que o Brasil foi descoberto, ficou praticamente abandonado, pois o interesse maior de Portugal eram as Índias, e também descobrir o maior número de colônias possíveis para ganhar a "CORRIDA MARÍTIMA" com a Espanha, porque as duas eram grandes potências da época. Abandonado, o Brasil ficou sem nenhuma proteção dando margem para os corsários ingleses e franceses que segundo alguns, já conheciam o território brasileiro por causa do pau-brasil.


Quando o rei de Portugal certificou-se deste fato, mandou expedições para guardar a costa brasileira, mas, como não obteve êxito, enviou uma expedição colonizadora e é nesse momento, que começa a história de Guarujá, ou melhor, Ilha de Santo Amaro, no século XVI, por volta de 1.502. Nesse ano, uma armada, comandada por André Gonçalves e Américo Vespúcio, ancorou, a 22 de Janeiro daquele ano, na costa ocidental da Ilha de Guaibê (mais tarde denominada Santo Amaro), nas proximidades da Praia de Santa Cruz de Navegantes. Na ilha fronteiriça fundaram o Porto de São Vicente (Porto das Naus).


A Ilha de Santo Amaro (primitivamente denominada Guaíbe ou Guaibê) foi doada a Pero Lopes de Souza em 1.534 pelo rei de Portugal, D.João III, para que fosse colonizada e cuidada. Como oferecesse poucas condições de fixação ao homem, em virtude de seu relevo montanhoso e de difícil acesso, ficou abandonada, habitada apenas por indígenas e alguns colonos.


O nome da Ilha - SANTO AMARO - teve origem no nome da capitania que também abrangia toda a extensão da ilha e terras vizinhas, limitadas pela Capitania de São Vicente. Alguns afirmam que a ilha só passou a ser chamada efetivamente "Ilha de Santo Amaro" a partir da construção da Capela de Santo Amaro, localizada pouco atrás da Fortaleza da Barra Grande, construção essa realizada por José Adorno em 1.540.


A partir da construção da Capela de Santo Amaro, a ilha passou a ser ocupada por jesuítas, na catequese de pequenos grupos indígenas e nela foram construídos vários fortes e fortalezas para a defesa do litoral. Nessa época, foi instalada também uma indústria colonial de óleo de baleia, situada no extremo norte da ilha, próximo ao povoamento onde hoje está o município de Bertioga.

Até meados do século XIX, a Ilha de Santo Amaro era ocupada por vários sítios onde, no tempo da escravidão, eram escondidos negros contrabandeados da África.


Em 1.892, a Companhia Prado Chaves instalou a Companhia Balnearia da Ilha de Santo Amaro, com o objetivo de fundar a Vila Balnearia de Guarujá. Para isso foram encomendados dos Estados Unidos 01 hotel, 01 igreja, 01 cassino e 46 residências, desmontáveis e construídos em pinho da Geórgia. Uma estrada de ferro passou a ligar o Estuário de Santos à nova Vila. Duas barcas possibilitavam o transporte de passageiros da estação da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí (em Santos) ao atracadouro do Balneário, em Itapema.


A Vila foi inaugurada em 2 de Setembro de 1.893, pelo Dr. Elias Fausto Pacheco Jordão, tendo comparecido a esse evento inúmeras autoridades e personalidades da sociedade paulista, entre elas o Governador do Estado, Bernardino de Campos. Nicola Puglisi sucedeu o Dr. Elias Fausto Pacheco Jordão na presidência da Companhia Balnearia até 1.926, quando Guarujá foi transformada em Prefeitura Sanitária, sendo nomeado o Sr. Juventino Malheros seu primeiro prefeito.
Em 1.931, Guarujá foi integrado ao Município de Santos, situação que perdurou até 1.934. Pelo Decreto 1.525, de 30 de junho de 1.934, o Governador Armando Salles de Oliveira criou a Estância Balnearia de Guarujá, nomeando o Dr. Cyro de Mello Pupo, seu prefeito.


Até 1.947, Guarujá foi administrada por prefeitos nomeados quando, pela Lei Orgânica dos Municípios, promulgada em 18 de setembro de 1.947, passou a Município, ocorrendo, então, a primeira eleição para o período de 1.948 a 1.951, sendo eleito o Sr. Abílio dos Santos Branco para o cargo de prefeito.
Em 1.953, a antiga Vila Itapema passou a Distrito, recebendo o nome de "Vicente de Carvalho", em homenagem ao poeta santista.
Conhecida internacionalmente por suas belezas naturais, pelas praias e paisagem sofisticadas, Guarujá atrai milhares de turistas e, dia a dia, confirma seu codnome, "A Pérola do Atlântico".

 
Esportes-Guarujá

Trilhas


Trilhas e caminhos em meio à mata levam a praia e mirantes naturais - Foto: Prefeitura do Guarujá

As atividades físicas em contato com a natureza são o forte no Guarujá, como o surf e o trekking. As boas ondas levam os surfistas às praias de Éden, Branca, Preta e Camburi, freqüentadas também por aqueles que curtem caminhadas - os picos são acessíveis somente por trilhas.

 
Esportes-Cubatão

Esportes / Cubatão

Skate
Pista de Skate do Parque Anilinas ainda é referência na região.

Eles andam de skate com a alma. Conhecem novos lugares e pessoas. E decidiram aproveitar a sexta-feira na pista de skate do Parque Anilinas, em Cubatão.

Otávio Neto e outros 10 skatistas que moram na capital e ABC Paulista desceram a serra para realizar manobras radicais no litoral, tendo como primeira parada a cidade de Cubatão.

A bela manhã de sol garantiu um clima perfeito para que os atletas realizassem manobras radicais. “Essa pista é formada por um Bowl seguido de um Snake em forma de Banks, tudo com as bordas arredondadas, é show! É uma pista bastante rápida por causa do formato, das curvas e dá pra ir bem alto”, afirma Otávio Neto, skatista profissional. Ele, que também é fotógrafo e colaborador da ESPN Brasil, já percorreu os quatro cantos do mundo competindo e registrando com as lentes, momentos perfeitos do esporte.

O amor de Otávio pelas duas profissões é tão grande que chega a ser contagioso. Quando questionado sobre o que ele gosta mais, ele responde que não há distinção entre as profissões.

“Quando eu estou fotografando, eu estou andando de skate do mesmo jeito. Porque com a minha lente eu to seguindo ali, eu to torcendo pro meu amigo que ta andando. E quando eu estou andando eu fico feliz porque eu estou no skate. Até fica difícil de distinguir o Otávio skatista e o Otávio fotógrafo, não tem como”.

As manobras verticais, bastante procuradas pelos esportistas, foram desenvolvidas sem problemas na pista do Anilinas. Thiago de Lima é de Curitiba mas está na capital tentando contatos no skate profissional. Ele que participa de campeonatos na categoria Amador I (uma antes da profissional) não imaginou que um Parque cheio de verde pudesse ter uma pista de skate lá dentro: “Legal, dá pra andar na vertical, essa pista é muito diferente”, disse o skatista de 20 anos de idade.

Otávio Neto e o grupo de jovens sempre vêm treinar nas pistas da Baixada Santista e tem como parada obrigatória, o Parque Anilinas, até mesmo, pela influência histórica do equipamento no esporte. “O skate está voltando às origens e é bastante importante pra gente treinar em uma pista como essa”, arremata o skatista. Nesta pista já aconteceram campeonatos regionais, estaduais e até nacionais, reunindo atletas de todo o Brasil.   

Muay thai
Cubatenses vencem 2ª Copa de muay thai

A equipe cubatense de muay thai, mantida pela Secretaria Municipal de Esportes conquistou três primeiros lugares na 2ª Copa Muay Thai Infantil e Juvenil, realizada no dia 09 de maio, na cidade de São Caetano do Sul.

Com a participação de mais de 180 atletas, de todo o estado de São Paulo, os jovens cubatenses deram trabalho no tatame. Dos quatro membros da equipe, três subiram no lugar mais alto do pódio, sendo eles Wesley Vinicíus, Ginaelson Ferreira dos Santos e Vitor.

De acordo com o técnico da equipe, o também atleta Jarbas do Amaral disse que a competição foi de um nível altíssimo. "Isso mostra o quando a modalidade está crescendo e dando oportunidade para que os jovens atletas possam mostrar o empenho, o talento e a agilidade dos golpes. Em Cubatão, por exemplo, o muay thai é um esporte que está em alta, pois temos 130 alunos em duas escolinhas de esportes, no Ginásio Pita e no Castelão", ressaltou Jarbas.

Modalidade – De origem Tailandesa, o muay thai tem como ponto forte o uso dos cotovelos e joelhos. Foi trazida para Cubatão há 20 anos por Jarbas do Amaral, quando de sua participação como atletas nos campeonatos externos, o que lhe rendeu diversas premiações como campeão Sulamericano e Panamericano.   

Campeonato Brasileiro Paraolímpico
Atletas cubatenses se destacam no Campeonato Brasileiro Paraolímpico.

Os atletas Marcos Rodrigues e Jerônimo Roberto dos Santos, da equipe ADVC/APC/Semes de Cubatão ganharam prata e bronze, respectivamente, na 2ª etapa Nacional do Circuito Loterias Caixa Brasil Paraolímpico de Atletismo (Campeonato Brasileiro), que ocorreu de 30de outubro a 1º de novembro, em Porto Alegre/ RS.

A competição contou com a participação de mais de 600 atletas de vários estados. Marcos foi o representante de Cubatão no lançamento de disco, categoria F- 54, e conquistou a prata na competição. Já o atleta Jerônimo Roberto dos Santos ganhou bronze no arremesso de peso, na categoria F-55.

Segundo o técnico da equipe Wagner Rodrigues, os resultados foram excelentes. "Começamos praticamente do zero, sem muitas expectativas, mas com o decorrer do tempo começamos a colher os frutos de um trabalho sério", comenta. E acrescenta: "Os méritos são dos atletas, que competiram de igual para igual, com os melhores do país".

Para o atleta Marcos Rodrigues, a receita do sucesso é a força de vontade, treinamento e apoio da Secretaria de Esportes e dos técnicos Wagner Rodrigues e Renato Monteiro. "A participação dos técnicos foi fundamental para as conquistas das medalhas. Dedico nossa vitória a eles".

Canoagem
Campeonato Regional de Canoagem acontece em Cubatão.

Marcando as comemorações do aniversário de 60 anos da Emancipação Política e Administrativa de Cubatão, foi realizado no último domingo (5/4) o Campeonato Regional de Canoagem, na Raia Olímpica, situada na Avenida Beira Mar, no bairro cubatense de Jardim Casqueiro.

A prova contou com a participação de 59 atletas. Cubatão foi representada por 17 atletas; Praia Grande, por 18; e São Vicente, por 24. Foram disputadas 13 provas na distância de 500 metros. As provas foram realizadas em frente ao pontão da Raia Olímpica.

Os atletas competiram nas seguintes categorias: K1 escola júnior (masculino e feminino); cadete (masculino e feminino); menor (masculino e feminino); infantil (masculino e feminino) e Classe 3 Master (masculino e feminino).

Os atletas cubatenses fizeram bonito: na categoria Escola Menor Feminina, a atleta Nayara Nelsina da Silva, foi a campeã. Já na categoria Junior Masculino, o atleta Cielson Vasconcelos, foi o campeão e o terceiro lugar ficou com Alex Wendell Rodrigues. No menor masculino, Victor Maciel ficou em terceiro lugar e na categoria Cadete Masculino, Michel Costa foi o segundo melhor da prova. Na escola infantil feminina, Isabela Matos ficou em quinto lugar.

Na categoria Classe 3 Master Masculino, o atleta Gilmar Miranda Dias foi o terceiro melhor colocado. Na premiação por equipes, São Vicente ficou com o primeiro lugar, alcançando 102 pontos; Praia Grande, em segundo, com 56 pontos e Cubatão, em terceiro, com 55 pontos.

Estavam presentes: o vice-prefeito Arlindo Fagundes; os secretários José Moraes Lucas (Esporte e Lazer); Marida Canelas (Cultura e Turismo). Também o diretor de Esportes Competitivos, Pedro Tadeu; o superintendente da CMT, Silvano Lacerda, e demais autoridades.

 
« InícioAnterior123456789PróximoFim »

Página 3 de 9


Fornecido por GBT Solution. Designed by: joomla templates web hosting Valid XHTML and CSS.